quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Pesquisas sobre esquistossomose terão apoio da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado

“Análise Imunogenética dos Mecanismos na Esquistossomose Hepatoesplênica” é o título de mais um projeto de pesquisa a ser apoiado pela Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe) e pela agência francesa ANR - Agence Nationale de la Recherche. O trabalho será coordenado pelos pesquisadores Silvia Montenegro (Brasil), do Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães (CpqAM), da Fiocruz, e Alain Dessein (França), devendo ter início ainda em novembro de 2012, com vigência de 36 meses.

O projeto de pesquisa teve mérito científico reconhecido, simultaneamente, pela Facepe e ANR, condição necessária para a aprovação de propostas submetidas ao Edital 03/2012 de Cooperação Internacional Facepe/ANR - Blanc International II - 2012.

 “Análise Imunogenética dos Mecanismos na Esquistossomose Hepatoesplênica” é o título de mais um projeto de pesquisa a ser apoiado pela Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe) e pela agência francesa ANR - Agence Nationale de la Recherche. O trabalho será coordenado pelos pesquisadores Silvia Montenegro (Brasil), do Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães (CpqAM), da Fiocruz, e Alain Dessein (França), devendo ter início ainda em novembro de 2012, com vigência de 36 meses.


O projeto de pesquisa teve mérito científico reconhecido, simultaneamente, pela Facepe e ANR, condição necessária para a aprovação de propostas submetidas ao Edital 03/2012 de Cooperação Internacional Facepe/ANR - Blanc International II - 2012.

Segundo dados do projeto, 300 milhões de pessoas estão infectadas com a esquistossomose, doença que causa grave problema hepático, debilitando o paciente; e em 5 a 10% o tratamento não é eficaz. A doença é causada por inflamação provocada por liberação de ovos do Schistosoma mansoni ou Schistosoma japonicum que são retidos no fígado ou intestino, levando a fibrose intensa e disfunção do órgão hepático, em alguns indivíduos.

O estudo pretende identificar as variantes com efeitos funcionais e que são susceptíveis de agravar a fibrose. O projeto almeja aumentar significativamente a compreensão dos mecanismos subjacentes à fibrose esquistossomótica. “Como alguns dos mecanismos de regulação subjacentes à fibrose, em geral, estão envolvidos na indução de fibrose por esquistossomose, algumas de nossas descobertas terão implicações para a fibrose hepática de outras origens etiológicas, como hepatite por vírus C (HCV)”, relatam os pesquisadores em sua proposta.

A avaliação das propostas submetidas ao Edital de Cooperação Internacional FACEPE/ANR foi realizada em três etapas: Análise pela câmara avaliadora da Facepe; pela agência francesa (ANR); e conciliação dos resultados, com a produção da relação das propostas aprovadas por ambas as partes.

Cooperação Internacional - O Edital 03/2012 de Cooperação Internacional Facepe/ANR - Blanc International II - 2012 tem por objetivo apoiar projetos de pesquisa cooperativa entre pesquisadores vinculados a instituições de pesquisa no estado de Pernambuco e da França, nas áreas temáticas “Mudanças Globais em conexão com Ciências Ambientais e da Terra” e “Microbiologia, Imunologia e Infectologia”, escolhidas pelas duas agências para a edição 2012.

O Acordo de Cooperação Internacional Facepe/ANR foi assinado em 2009, revisado em 2011 e em 2012. A congênere Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) também participa da parceria, o que possibilita o apoio a projetos bilaterais – Facepe/ANR ou Fapesp/ANR – e também trilaterais – Facepe/FAPESP/ANR. O acordo visa a facilitar a criação e operação de projetos científicos de qualidade propostos conjuntamente por equipes de pesquisa francesas e brasileiras. As prioridades temáticas são reexaminadas a cada edição das chamadas.

Extraído do Portal: Secretaria de Saúde Pernambuco


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar

Carregando...